domingo, 7 de fevereiro de 2016

"Você é amigo dos Bolsonaro"!

A patrulha tucano-petralha não para de se superar. Em uma conversa num ambiente bem heterogêneo, defendia algumas posturas pessoais em tom de amenidade (o informalismo era mesmo a tônica), quando, ao avaliar positivamente a possível implicação de Aécio Neves em escândalos recentes, fui surpreendido por uma confrontação verdadeiramente acusatória: "você só diz isso porque é amigo dos Bolsonaro"! Estranhando a afirmação, ainda tentei entender a que ela se referia, sendo novamente alvo da exasperação: "não adianta negar, eu vi suas fotos com o filho dele (Jair) no Facebook". Só então compreendi.

De fato, não há nenhuma negativa (ou defesa) a ser feita, pois não vejo qualquer demérito na imputação. Porém, a realidade não é bem essa. As fotos a que se fez referência foram tiradas em ocasiões pontuais, durante audiências públicas na Câmara dos Deputados, nas quais fui um dos palestrantes. Fora dessas oportunidades, encontrei o deputado Eduardo Bolsonaro apenas mais uma vez, junto com outros colegas seus, para reuniões sobre o PL 3722/12 - o que, aliás, me fez fortalecer a admiração que nutro por ele.

A questão, assim, é que não sou próximo da família dos parlamentares, muito menos a ponto de partir em sua defesa cegamente, como se isso fosse me trazer algum benefício. Conheço o deputado Eduardo, já encontrei com seu pai umas duas vezes - também na Câmara -, mas é só. Aliás, registre-se, infelizmente é só, pois, num cenário dicotômico entre petralhas e tucanos, ambos de orientação canhota, a terceira via, à direita, representada pelos Bolsonaro, ganha fácil a minha preferência. E isso não tem nada a ver com benefícios pessoais, que, a par de não me seduzirem, parecem ser a única justificativa para os que hoje veem o mundo em rubro-anil.

Se era para me ofender, portanto, não deu certo. Ao contário.

Abaixo, as fotos que me "denunciaram", mas que em nada me constrangem (se alguém acha que imagens assim com políticos são prova de íntima amizade, não deve estar batendo bem da cabeça).



* * *

Comente com o Facebook: